CPLP-SE info@cplp-se.org https://cplp-se.org/uploads/seo/big_1616521274_7019_logo_CPLP_SE.png

Cookies help us to offer our services. By using our page, you agree to our cookie policy.

Learn More

SIPROFIS defende revisão da lei de reforma dos professores e nova grelha salarial para os professores SIPROFIS defende revisão da lei de reforma dos professores e nova grelha salarial para os professores

SIPROFIS defende revisão da lei de reforma dos professores e nova grelha salarial para os professores

O presidente do Sindicato dos Professores da Ilha de Santiago (SIPROFIS), Abraão Borges, defendeu hoje a necessidade de revisão da lei de reforma dos professores e nova grelha salarial para a classe em Cabo Verde.

Este sindicalista defendeu esta posição em declarações à Inforpress, à margem do encontro com o ministro da Educação, Amadeu Cruz, que teve como finalidade apresentar ao governante um conjunto de medidas para melhorar a carreira dos docentes cabo-verdianos.

“O problema que nos trouxe aqui é a questão de alguns direitos que ainda não se resolveu então trouxemos um conjunto de propostas para esta melhoria, que é a questão, por exemplo, da nova grelha salarial para os professores, e da promoção automática, tendo em conta que caiu a vertente progressão e entrou a promoção”, referiu.

Durante o encontro, prosseguiu, o SIPROFIS apresentou igualmente propostas que visam melhorar a carreira dos mestres e doutores, valorizar e melhorar a carreira das monitoras do pré-escolar, garantir a reclassificação de todos os professores desde 2016, diminuição do rácio professor/aluno em tempos de pandemia.

De acordo com este responsável, o ministro da Educação mostrou total abertura na avaliação das referidas propostas sem, no entanto, estabelecer nenhuma data para possíveis alterações, tendo, por outro lado, afiançado a necessidade de os professores, à semelhança de outras classes, terem promoção na carreira.

“Pedimos também a questão da revisão da lei para a reforma dos professores, que vão para a reforma com um salário muito aquém. Se os professores que são pai de todas as profissões, vão para a reforma numa extrema pobreza, então é neste sentido que propomos ao Ministério da Educação que seja revista a lei de reforma dos professores”, indicou.

Tendo em conta que o debate parlamentar que arranca esta quarta-feira irá abordar a temática da educação, o SIPROFIS, segundo o sindicalista, espera que haja mais esclarecimentos da tutela sobre as pendências relacionadas com a reclassificação, subsídios da carga horária e enquadramento dos professores.

Questionado se o SIPROFIS se alinharia ao Sindep que hoje ponderou adoptar outras formas de luta como possível greve ou manifestação dos professores na resolução das pendências, Abraão Borges afirmou que o SIPROFIS alinha com os professores e defende os interesses dos mesmos e que os sindicatos irão proceder conforme a decisão dos docentes.


Cidade da Praia, 05 Out (Inforpress) – CM/ZS